EstetoscópioAs doenças cardíacas são definidas como todas as doenças que atingem o sistema circulatório (coração, artérias, veias e vasos capilares). São doenças muito comuns e perigosas que atingem a população brasileira.

Muitas vezes a pessoa sofre com um problema cardíaco, mas desconhece a doença porque não faz exames de rotina ou não vai ao médico regularmente.

Angina

A angina (angina pectoris) é causada pelo estreitamento das artérias (que levam o sangue ao coração). Devido a deficiência na irrigação sanguínea, o coração não recebe oxigênio e os nutrientes de forma correta. O coração dói no centro do peito por estar recebendo menos sangue que o necessário.

Os principais sintomas da Angina são as dores e a pressão no peito durante uma atividade física, durante o repouso ou durante o sono (as dores podem ocorrer também no braço e na nuca). As dores podem aumentar por influência da temperatura, estresse ou estômago cheio. Para evitar o acúmulo de gordura nas artérias é imprescindível praticar atividade física e se alimentar corretamente.

Para confirmar o diagnóstico, o médico pode solicitar um teste ergométrico, um eletrocardiograma e até um cateterismo.

Tratamento da Angina

  • Mudança na alimentação e fim do sedentarismo para casos iniciais;
  • Remédio específico receitado por um médico;
  • Introdução de uma mola para expandir a artéria coronária;
  • Uso de veias de outras partes do corpo para suprir a necessidade de fluxo sanguíneo;
  • Em casos graves também pode ser usado um laser.

Aneurisma

O aneurisma é uma dilatação ou ruptura na parede da aorta. São decorrentes principalmente da arteriosclerose (placas que se formam nas paredes dos vasos, compostas por lipídios e tecido fibroso). Após a formação dessas placas, há um enfraquecimento da parede da artéria, até a pressão intra-arterial provocar a protrusão.

Fatores de risco do Aneurisma

Pressão alta permanente;

Idade avançada;

Síndrome de Marfan;

Sífilis;

Disfunções inflamatórias;

Disfunções congênitas do coração.

Sintomas do Aneurisma

Dor na parte superior das costas;

Tosse;

Sibilos;

Expectoração de sangue;

Deglutição difícil.

Para diagnosticar um aneurisma é necessário realizar um exame chamado angio-ressonância magnética. Entretanto, nos principais casos ela não é identificada anteriormente porque ele não costuma constar nos exames de check-up. O tratamento pode ser feito com a identificação do aneurisma para fechá-lo ou em casos específicos, é preciso controlar a pressão arterial e realizar atividades físicas.

Dissecção da Aorta

A dissecção ocorre na maior parte das vezes pela deterioração da parede arterial. O revestimento interno da parede da aorta sofre laceração, ocasionando o escape de sangue, separando a camada média e criando um novo canal na parede arterial. A dissecção da aorta possui os mesmos fatores de risco do aneurisma.

Sintomas nos casos de Dissecção da Aorta

  • Dor intensa na área torácica;
  • Dor na região dorsal (entre as escápulas);
  • Normalmente, a dor acompanha o trajeto da dissecção ao longo da aorta.

Na dissecação, dependendo de qual artéria foi bloqueada, as consequências também incluem o AVC, infarto do miocárdio, a lesão nervosa com produção de formigamento, dor abdominal súbita e a incapacidade de movimentar um membro.

Dissecção Aguda da Aorta (DAA): Isso acontece porque a aorta fica lacerada na parte interna enquanto a parte externa permanece intacta. Isso ocorre principalmente por causa da hipertensão arterial, além de problemas hereditários, síndrome de Marfan, problemas congênitos, arteriosclerose e lesões traumáticas.

Trombose Venal Profunda (TVP)

Doença causada pela formação de coágulos de sangue nas veias profundas, principalmente na panturrilha e batata da perna. É responsável também por uma doença ainda mais grave, a embolia pulmonar e também pela insuficiência venosa crônica. Essa doença é causada pela falta de movimentação de uma pessoa e também por lesões nos vasos ou problemas de coagulação sanguínea.

Sintomas da TVP

  • Aumento da temperatura local;
  • Inchaço com escurecimento da pele;
  • Dor;
  • Rigidez do músculo.

Fatores de risco da Trombose Venal Profunda (TVP)

- Longos períodos de imobilidade;

- Níveis altos de homocistina no sangue;

- Infecções, traumas (deixa lesões nos vasos, propiciando a formação de coágulos) ;

- Cirurgias;

- Casos de TVP anteriores;

- Obesidade;

- Doenças do sangue;

- Gravidez; 

- Uso de anticoncepcionais.

O diagnóstico pode ser verificado por meio da análise dos fatores de risco e confirmado por meio de exames específicos. O tratamento consiste em evitar a formação dos coágulos, mas caso eles já tenham sido formados, o médico pode receitar fibrinolíticos e anticoagulantes.

Cardiomiopatia

- Herança genética;

- Pressão alta;

- Ataque cardíaco;

- Infecção viral.

Cardiomiopatia dilatada

Remédio para Doencas CardíacasEsse é o tipo mais comum de cardiomiopatia e atinge adultos de 20 a 60 anos de idade. Causa danos nas atrias e ventrículos do coração e começa quando o ventrículo esquerdo dilata-se e fica mais fino. Com o avanço da doença, ela pode parar no ventrículo direito e nas atrias.

Com a dilatação das câmaras do coração, ele não consegue bombear corretamente. O coração fica mais fraco e o paciente sente fraqueza, falta de fôlego e inchaço nos membros superiores e inferiores.

Cardiomiopatia Hipertrófica 

O aumento do músculo cardíaco e a hipertrofia dificulta a saída do sangue do coração. Essa é uma condição geralmente passada entre gerações da mesma família causando aumento de uma parte do coração.

Os sintomas da doença são: dor no peito, vertigem, insuficiência cardíaca, falta de ar, pressão alta, desmaios e tontura. Essa doença é uma das principais causas da morte de jovens atletas durante uma série de exercícios pesados.

O médico faz um exame físico e ausculta o coração e os pulmões. Esse processo é feito para constatar sons anormais ou sopro. Caso o paciente seja diagnosticado com a doença, provavelmente será necessário que os parentes próximos realizem exames para constatar a mesma condição. O tratamento feito serve para controlar os sintomas da doença e estabilizar possíveis complicações. É possível que o paciente tenha que tomar um medicamento específico e até realizar uma intervenção cirúrgica.

Cardiomiopatia Restritiva

Essa doença costuma afetar principalmente pessoas mais velhas e nesse caso os ventrículos do coração ficam mais rígidos. Essa situação faz com que haja alargamento da atria levando a arritmia e insuficiência cardíaca. A cardiomiopatia restritiva pode ser decorrência de outras doenças ou tratamentos médicos.

Doença Arterial Periférica (DAP)

A DAP é uma doença que causa endurecimento das artérias dos pés e das pernas diminuindo o fluxo de sangue para os membros. Isso acontece porque placas de gordura vão se acumulando nas paredes das artérias e elas ficam estreitas e rígidas (fazendo com que o fluxo de sangue não ocorra corretamente).

Costuma afetar homens com 50 anos com histórico de colesterol, diabetes, problemas cardíacos, pressão arterial, doenças renais e cigarro.

Os sintomas da doença são: cansaço, desconforto, sensibilidade, queimação, dor (ocorrem principalmente durante caminhada ou atividade física). Caso a doença se agrave o paciente pode sofrer com úlceras, formigamento, cãibras formigamento nos pés e impotência.

Fatores de risco da DAP

- Pressão arterial alta;

- Colesterol alto;

- Herança genética;

- Sedentarismo;

- Inflamações;

- Disfunções de coagulação do sangue;

- Diabetes;

- Idade avançada.

Para tratar a doença o indicado é ir ao médico de sua confiança para exames específicos que constatem a doença. Podem ser receitados remédios ou a indicação de uma cirurgia.