Remédio Contra Doenças CardíacasTambém conhecido como derrame cerebral, o AVC acontece pela interrupção do fornecimento de sangue ao cérebro e pode ocorrer de duas maneiras:

  • AVC isquêmico: há a falta de irrigação sanguínea em uma determinada área cerebral, resultando na morte do tecido do cérebro.
  • AVC hemorrágico: ruptura de um vaso sanguíneo intracraniano, que leva a formação de um coágulo e como resposta afeta algumas áreas da função cerebral.

Todo o sistema nervoso central pode ser atingido pelo AVC, incluindo não só o cérebro, mas também o cerebelo, a medula espinhal e o tronco encefálico.

Fatores de Risco do AVC

- Pressão arterial alta;

- Fibrilação atrial (disfunção do ritmo cardíaco);

- Colesterol alto;

- Tabagismo;

- Álcool;

- Diabetes;

- Sedentarismo;

- Idade avançada;

- Dieta inadequada.

Sintomas do AVC

  • Grande fraqueza: começa pela fraqueza de um dos membros (pernas ou braços) ou na face.
  • Muitas vezes, o paciente não tem controle nenhum sobre o seu corpo;
  • Perda sensitiva: dormência no corpo;
  • Linguagem e fala: dificuldades e alterações na fala;
  • Distúrbios visuais: cegueira transitória, visão com sensação de “sombra”, perda da visão de um dos olhos;
  • Convulsões: mais comum no AVC hemorrágico;
  • Dor de Cabeça em casos de AVC Hemorrágico;
  • Náuseas e Vômitos.

Como o AVC é uma situação emergencial, é importante levar o paciente imediatamente ao hospital. No local, os médicos poderão receitar remédios ou encaminhá-lo para uma cirurgia de retirada do coágulo. O paciente provavelmente precisará de reabilitação para recuperar possíveis danos causados pela lesão. O AVC pode causar disfunção cognitiva, problema de memória, aprendizado e julgamento.