Gostou do nosso site?


Então classifique-o no novoBR.com!






Tipos de Doenças Cardiovasculares
Estetoscopio.
As doenças cardíacas são definidas como todas as doenças que atingem o sistema circulatório (coração, artérias, veias e vasos capilares). São doenças muito comuns e perigosas, presentes em grande parte da população. Saiba quais são as mais comuns, como ocorrem, os fatores de risco e  os sintomas.
 
Angina

A angina (angina pectoris) acontece quando as artérias (que levam o sangue ao coração) ficam mais estreitas. Devido a deficiência na irrigação sanguínea, o coração não recebe o oxigênio e os nutrientes de forma correta. O coração dói por estar recebendo menos sangue que o necessário.

Os principais sintomas da Angina são as dores e a pressão no peito durante uma atividade física, durante o repouso ou durante o sono (as dores podem ocorrer também no braço e na nuca). As dores podem aumentar por influência da temperatura, estresse e estômago cheio.

Para tratar a Angina é necessário utilizar medicamento receitado pelo médico. Em casos mais específicos, ele pode optar por um tratamento cirúrgico para colocação de pontes nas artérias ou realizar uma angioplastia (balão colocado nas artérias coronárias para expandi-las e desobstruí-las).



Infarto do Miocárdio (Ataque cardíaco)

Quando há uma obstrução da artéria coronária, que é responsável pela irrigação do coração, ocorre uma lesão no músculo cardíaco. Sendo assim, quando uma artéria entope, o músculo cardíaco deixa de receber sangue com oxigênio e nutrientes e as células morrem.

Essa obstrução é dada pela formação de placas e camadas espessas de tecido gorduroso no interior das paredes das artérias.

Quanto mais extenso for o infarto, o músculo morrerá mais, deixando o coração ainda mais fraco. Se o infarto necrosar uma grande área, pode haver morte por falência da bomba cardíaca.

  • Fatores de risco para infarto:
-Pressão arterial alta;
-Altos níveis de gordura no sangue (colesterol);
-Obesidade;
-Diabetes;
-Tabagismo;
-Alcoolismo;
-Tendência herdada (genética);
-Sedentarismo.

  • Sintomas do Infarto:
Pressão no peito ou nas costas que demora um longo tempo para passar;
A dor começa a se espalhar para os ombros, pescoço ou braços;
Respiração curta, falta de ar, tonturas, suor, náusea e sensação de plenitude gástrica.


Sistema circulatório.AVC (Acidente Vascular Cerebral)

Ocorre pela interrupção do fornecimento de sangue ao cérebro e pode ocorrer de duas maneiras (veja informações sobre cirurgia vascular):

  • AVC isquêmico: há a falta de irrigação sanguínea em um determinada área cerebral, resultando na morte do tecido cerebral.
  • AVC hemorrágico: ruptura de um vaso sanguíneo intracraniano, que leva à formação de um coágulo e como resposta afeta algumas áreas da função cerebral.
Todo o sistema nervoso central pode ser atingido pelo AVC, incluindo não só o cérebro, mas também o cerebelo, a medula espinhal e o tronco encefálico.

  • Fatores de risco do AVC:
-Pressão arterial alta;
-Fibrilação atrial (disfunção do ritmo cardíaco);
-Colesterol alto;
-Tabagismo;
-Álcool;
-Diabetes;
-Sedentarismo;
-Idade avançada;
-Dieta inadequada.

  • Sintomas do AVC:
-Grande fraqueza: começa pela fraqueza de um dos membros (pernas ou braços) ou na face. Muitas vezes, o paciente não tem controle nenhum sobre o seu corpo;

-Perda sensitiva: dormência no corpo;

-Linguagem e fala: dificuldades e alterações na fala;

-Distúrbios visuais: cegueira transitória, visão com sensação de “sombra”, perda da visão de um dos olhos;

-Convulsões: mais comum no AVC hemorrágico.

Aneurisma
 
O aneurisma é uma dilatação ou ruptura na parede da aorta. São decorrentes principalmente da aterosclerose (placas que se formam nas paredes dos vasos, compostas por lipídios e tecido fibroso), e após a formação dessas placas há um enfraquecimento da parede da artéria, até a pressão intra-arterial provocar a protrusão.

  • Fatores de risco do Aneurisma:
-Pressão alta permanente;
-Idade avançada;
-Síndrome de Marfan;
-Sífilis;
-Disfunções inflamatórias;
-Disfunções congênitas do coração.

  • Sintomas do Aneurisma:
-Dor na parte superior das costas;
-Tosse;
-Sibilos;
-Expectoração de sangue;
-Deglutição difícil.
 
Dissecção da Aorta
 
A dissecção ocorre na maior parte das vezes pela deterioração da parede arterial. O revestimento interno da parede da aorta sofre laceração, ocasionando o escape de sangue, separando a camada média e criando um novo canal na parede arterial.
 
  • A dissecção da Aorta possui os mesmos fatores de risco  do aneurisma;
  • Sintomas nos casos de Dissecção da Aorta:
-Dor intensa na área torácica;
-Dor na região dorsal (entre as escápulas);
-Normalmente, a dor acompanha o trajeto da dissecção ao longo da aorta.

Na dissecação, dependendo de qual artéria foi bloqueada, as consequências também incluem o AVC, infarto do miocárdio, a lesão nervosa com produção de formigamento, dor abdominal súbita e a incapacidade de movimentar um membro.


Trombose Venal Profunda (TVP)

São coágulos de sangue que se formam nas veias das pernas e, consequentemente, há reações inflamatórias dos vasos. É responsável também por uma doença ainda mais grave, a embolia pulmonar.

  • Fatores de risco da Trombose Venal Profunda (TVP):
-Longos períodos de imobilidade;
-Níveis altos de homocistina no sangue;
-Infecções, traumas (deixa lesões nos vasos, propiciando a formação de coágulos) ;
-Cirurgias;
-Casos de TVP anteriores;
-Obesidade;
-Doenças do sangue;
-Gravidez;
-Uso de anticoncepcionais.

  • Sintomas da TVP:
-Aumento da temperatura local;
-Inchaço;
-Dor;
-Rigidez do músculo.
 

Remédio para doenças cardiovasculares.Cardiomiopatia


É uma doença que afeta o músculo cardíaco e existem três tipos:
 
  • Cardiomiopatia  dilatada (a mais comum): o coração aumenta e a função de bombeamento diminui (uma das principais indicações para transplante);
  • Cardiomiopatia hipertrófica: uma parte do músculo fica hiperatrofiado;
  • Cardiomiopatia restritiva: as paredes dos músculos ficam rígidas, o que restringe a atividade do coração de se estender e encher-se de sangue.
  • Fatores de risco da Cardiomiopatia:
-Herança genética;
-Pressão alta;
-Ataque cardíaco;
-Infecção viral.


Doença Arterial Periférica (DAP)

Alterações que afetam outras artérias, que não a aorta. Essas alterações ocorrem pelo estreitamento das artérias, dado pelo acúmulo das placas de gordura, diminuindo o fluxo de sangue para  os membros.  A DAP pode trazer consequências graves, como amputação dos membros, e outras doenças como o infarto do miocárdio e o AVC.

  • Fatores de risco da DAP:
-Pressão arterial alta;
-Colesterol alto;
-Herança genética;
-Sedentarismo;
-Inflamações;
-Disfunções de coagulação do sangue;
-Diabetes;
-Idade avançada.

  • Sintomas da DAP:
-Mudança na aparência dos membros inferiores (mudança de temperatura e cor);
-Dores nas pernas quando faz exercício, e em casos mais graves até quando está de repouso.
 
 
Doença Cardíaca Congênita

É  um termo amplo, que define uma série de anormalidades que afetam o coração. São más formações nas estruturas cardíacas, causadas por fatores genéticos ou por complicações durante a gestação. 
 
 
Funcionamento do Coração   <<--  Tipos de Doenças Cardiovasculares  -->>  Fatores de Risco das Doenças Cardíacas



Sites Kerdna Receitas de Suco | Alimentação Saudável | Cirurgia Vascular | Parar de Fumar | Vida Saudável | Atividades Físicas

Site desenvolvido por KERDNA Produção Editorial LTDA